Pular para o conteúdo principal

DOBRADINHA É PARA OS... CHEVYS

A Chevrolet começou o ano com o pé certo. O pé no fundo. Depois de dois treinos conturbados a recompensa veio da melhor forma possível. Duas vitórias de forma espetacular.

Com uma corrida impecável do francês Yvan Muller, seguido de perto por Robert Huff, com Tarquini mais perto ainda para completar o pódio. Três carros Chevrolet no pódio.

O Seat de León Tarquini que após a qualificação teve problemas no motor, acabou largando dos boxes sem a certeza de que iria terminar a corrida, mas depois de enfrentar Muller e Huff conseguiu terminar a corrida. Alain Menu com seu Chevrolet Cruze terminou a corrida em oitavo, frustrado após um toque com Huff, que viu o piloto suíço ser forçado a jogar o carro na brita na primeira volta.

A batalha entre os concorrentes para o Troféu Yokohama era intensa, com Pepe Oriola, Aleksei Dudukalo, MacDowall Alex e Norbert Michelisz brigando ferozmente pelos primeiros pontos da temporada. Dudukalo parou na volta 11 depois de liderar categoria dos independentes, deixando Pepe Oriola tomar o máximo de pontos da prova.

Duas voltas foram completadas atrás do safety car após o BMW de Isaac Tutumlu abandonar a prova na 3ª volta e teve de ser removido.

E o campeonato ficou assim:

Yvan Muller 54 pts
Robert Huff 36 pts
Alain Menu 26 pts
Tom Coronel 22 pts
Gabriele Tarquini 20 pts
Rickard Rydell 14 pts
Stefano D'Aste 10 pts
Allex MacDowall 10 pts

Comentários