Pular para o conteúdo principal

FROM ITALY WITH LOVE

A notícia é do Continental Circus. Os comentários, meus.

"Robert Kubica voltou a guiar um carro de ralis este final de semana. O piloto polaco de 27 anos voltou a guiar, um mês após o seu último teste, desta vez num Renault Clio S1600 nas estradas de Testico, em Itália, e aparentemente, conseguiu impressionar as pessoas presentes pela sua velocidade. Segundo o site rally.it, Robert Kubica fez varias passagens ao longo do dia, sem grandes queixas, sinal de que a sua recuperação está a ser gradual.

Apesar deste teste e do fato de Kubica não ter tido queixas das zonas afetadas, não se sabe ainda se estará suficientemente em forma para subir para um carro de Formula 1, em principio no mês de junho, no circuito de Mugello. Mas que se recupera para estar em forma, está. E parece que impressiona cada vez mais as pessoas que o acompanham."

                                     -----------------------------------------------

Pois bem, Kubica é um exímio piloto, não é segredo pra ninguém. Rápido ele sempre será. O cara nasceu pra isso, ele ama, vive, respira automobilismo. O problema é que voltar para a F1 ainda é um longo, e quase impossível caminho.

Acredito que Kubica volte a pilotar, em qualquer categoria. Eu particularmente gostaria de vê-lo de volta na F1, sempre foi o meu preferido, desde os tempos da BMW Sauber. Mas para voltar ele deve estar 100%. O acidente dele foi gravíssimo. O cara levou quase dois anos para voltar a treinar em um carro de competição. E segundo os especialistas, sua recuperação foi acima do normal. Imagina se não tivesse sido.

Os médicos ainda estão impressionados com a sua recuperação, de fato, pelo estado em que foi diagnosticado, só de estar andando já é um milagre.  A Formula 1, nesse quesito, é como a NASA. Só os melhores e perfeitamente saudáveis correm ali. Claro que, vira e mexe, entra um daltônico daqui, um manco de lá, desde que não ofereça riscos a si, ou a outros pilotos na pista.

No caso de Kubica, o problema é na mão, uma ferramenta importantíssima para guiar um F1. Cada movimento tem de ser preciso. Caso contrário, ou ele irá perder rendimento, ou não irá correr. Em qualquer outra categoria, desde que não exija o uso de infinitos botões no volante, ele deve voltar a guiar bem.

Torço para que eu esteja errado. Queria muito ver Kubica de volta na Formula 1, mas encaremos a realidade. Não vai ser nada fácil e não depende apenas dele. Torço, muito mesmo, por ele. Se Kubica voltar a guiar um carro de F1, será provavelmente, um dos maiores milagres do século 21. Acredite você, ou não, em milagres.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AS VANTAGENS DE COMPRAR UM VW GOL

Muito tem se falado dos carros "nacionais". Uns metem o pau, outros elogiam e alguns até os veneram cegamente torcendo como se fossem times de futebol. A verdade é que existem vantagens e desvantagens nesses carros.

Num mercado tão peculiar como o nosso e cada vez mais exigente, fica difícil saber quais as verdadeiras vantagens de se comprar um automóvel "nacional". Vejamos então quais são as vantagens de se comprar um Gol, o carro mais vendido do Brasil, que hoje enfrenta uma queda brusca nas vendas por motivos óbvios.

CINCO CARROS 1.4 MAIS POTENTES

Sem delongas, vamos aos carros 1.4 "nacionais" mais potentes do mercado. Economia, conforto, espaço interno, nada disso vale aqui. O que vale é subir o morro tranquilo, com as bagagens e a família toda no carro. Será que isso é possível? Vamos à lista:


5 - Peugeot 207 1.4 16v
O 207 conseguiu uma façanha que parecia ser impossível. Ser menos potente que os motores Fiats. De imediato, os números não parecem surtir efeito. Mas é quando se anda no francesinho, que o desespero de pegar um morro vira rotina. O Citroen C3 tem o mesmo motor do 207.
Potência máxima (cv): 80,0 (G) / 82,0 (E) a 5.250 rpm
Torque máximo (kgf.m): 12,85 (G) / 12,85 (E) a 3.250 rpm

Ford vai utilizar o Microsoft HoloLens para projetar carros

Criticado por uns e amado por outros, o Microsoft HoloLens vem ganhando força no setor industrial. A prova disso é que a Ford se uniu à Microsoft para projetar seus carros em realidade aumentada.