PESQUISE NO BLOG

terça-feira, 31 de julho de 2012

MAIS UM CAPÍTULO DA NOVELA "MAZDA NO BRASIL"


A Mazda mais uma vez decidiu produzir seus carros no Brasil. No último capítulo da novela, a montadora japonesa havia desistido de construir uma fábrica no Brasil. Era mais lucrativo importar pelo México. Mas o governo federal, em uma manobra radical, impôs um regime de cotas e restrições para carros importados.

A solução então foi voltar ao plano A. Os nipônicos pretendem iniciar a produção do Mazda2, Mazda3 e CX-5 já em 2014. Será o capítulo final da novela? O que vai acontecer nos próximos capítulos? A temida crise mundial se aproxima lentamente do Brasil. O IPI pode voltar a qualquer momento. Há espaço para mais um compacto? Por muito menos, a Mazda desistiu de vender seus carros aqui. E agora que um turbilhão de incertezas ronda o Brasil? Será que vai rolar a festa? Aguardemos.

8 comentários:

  1. Os caras da Mazda tem medo de tudo relacionada ao Brasil, mas também é claro. Aqui, nada é seguro. O bando não é seguro, a economia não é segura, os carros não são seguros, as ruas não são seguras, as estradas não são seguras, os guindastes não são seguros, a proa não é segura. Tem toda a razão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa cara, mandou bem. A proa não é segura mesmo...

      Excluir
    2. Deve ser por isso que todas as montadoras do mundo dão uma atenção especial para o Brasil......

      Excluir
    3. Toas as grandes montadoras do mundo estão aqui, vcs é que devem ir embora para algum lugar mais "seguro".

      Excluir
  2. O bando não deve ser seguro, mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Nei, todas as montadoras do mundo estao aqui pq eh aqui q elas tem o seu maior lucro... so aqui elas conseguem enfiar com gosto a faca nos consumidores xD

    ResponderExcluir
  4. aqui eles controem as carroças e enfiam no povo
    a montadora que quer ganhar dinheiro so vim pra cá

    ResponderExcluir
  5. Os carros são bons, RUINS são seus representantes que você colocou!!!! Viva os PeTralhas$$$$$$

    ResponderExcluir