Pular para o conteúdo principal

Cinco carros que não deveriam ser vendidos no Brasil #2

Mais uma vez, é pouco, eu sei, mas deu pra selecionar 5 carros que não deveriam ser vendidos no Brasil. Neste ranking, levei em conta preço, custo de manutenção, valor de revenda e segurança. Este último item vale o dobro.

Chery QQ: O Pokémon chinês não deveria ser vendido nem na China, claro, se lá o governo se preocupasse com a segurança da população. Depois de receber péssimos resultados no crash test feito na Inglaterra pela VCA, ficou mais do que comprovado que o QQ, além de ter dimensões ridículas, tem uma estrutura frágil. Como já disse anteriormente "é mais fácil capotar um QQ do que dar uma volta no quarteirão a pé”.




Chevrolet Celta: Para o mercado brasileiro o Celta é um bom carro. Manutenção fácil e barata, baixíssima desvalorização, motor potente e econômico na medida certa. O pecado do Celta é a segurança. O Celta foi eleito um dos carros mais inseguros vendidos no Brasil. É mais fácil morrer em um Celta do que pulando de uma ponte.


Peugeot 207: Manutenção cara. Valor de revenda péssimo e o pior resultado no crash test realizado pela LatinNCAP. Com airbag (!). Não precisa comentar mais nada. O Peugeot 207 só é bom para quem tem. Desde que não se acidente e não queira vender.
Chevrolet Corsa Classic: Os mesmos problemas do Celta com um agravante. Esse carro foi concebido em meados dos anos 90! Mexe aqui, ali e essa coisa continua velha! Recebeu a pior nota no crash test da LatinNCAP. Esse carro não deveria ser bom nem pra frotista. Deveria ter suas vendas suspensas, mas estamos no Brasil.
Effa M100: A revista Quatro Rodas interrompeu, pela primeira vez na história, o tradicional teste de longa duração por, adivinhe o que? Falta de SEGURANÇA! O carro estava desmontando aos poucos e para o bem dos jornalistas que avaliavam o carro, o teste teve que ser interrompido. O governo brasileiro deveria se envergonhar de liberar a venda deste veículo no Brasil. Se é fácil capotar um QQ, o M100, com uma baforada, dá perda total.




Esses carros seriam proibidos em qualquer país sério. Qualquer país que preze pelo bem dos seus cidadãos. Infelizmente, a meta do governo atual é vender carros. Não importa se o brasileiro está cavando a própria cova, seja financeiramente através das prestações, ou por comprar carros frágeis como papel. A preocupação é apenas uma, vender.

Faltou algum carro na lista? Deixe aí nos comentários.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AS VANTAGENS DE COMPRAR UM VW GOL

Muito tem se falado dos carros "nacionais". Uns metem o pau, outros elogiam e alguns até os veneram cegamente torcendo como se fossem times de futebol. A verdade é que existem vantagens e desvantagens nesses carros.

Num mercado tão peculiar como o nosso e cada vez mais exigente, fica difícil saber quais as verdadeiras vantagens de se comprar um automóvel "nacional". Vejamos então quais são as vantagens de se comprar um Gol, o carro mais vendido do Brasil, que hoje enfrenta uma queda brusca nas vendas por motivos óbvios.

CINCO CARROS 1.4 MAIS POTENTES

Sem delongas, vamos aos carros 1.4 "nacionais" mais potentes do mercado. Economia, conforto, espaço interno, nada disso vale aqui. O que vale é subir o morro tranquilo, com as bagagens e a família toda no carro. Será que isso é possível? Vamos à lista:


5 - Peugeot 207 1.4 16v
O 207 conseguiu uma façanha que parecia ser impossível. Ser menos potente que os motores Fiats. De imediato, os números não parecem surtir efeito. Mas é quando se anda no francesinho, que o desespero de pegar um morro vira rotina. O Citroen C3 tem o mesmo motor do 207.
Potência máxima (cv): 80,0 (G) / 82,0 (E) a 5.250 rpm
Torque máximo (kgf.m): 12,85 (G) / 12,85 (E) a 3.250 rpm

Ford vai utilizar o Microsoft HoloLens para projetar carros

Criticado por uns e amado por outros, o Microsoft HoloLens vem ganhando força no setor industrial. A prova disso é que a Ford se uniu à Microsoft para projetar seus carros em realidade aumentada.