Pular para o conteúdo principal

CINCO CARROS MAIS ODIADOS DO BRASIL

Será que a proporção de vendas tem a ver com o número de rejeição a um carro? Ou existem outros motivos que levam à rejeição?

VW Gol - Caso clássico. Desde que virou o carro mais vendido do Brasil, o Gol passou a ser também o carro mais odiado do país. Quem tem ama, quem não tem, pode não admitir, mas é doido para ter. O Gol não é um exemplo de inovação e tecnologia, mas é o orgulho da indústria nacional. É um carro feito para o Brasil, por brasileiros e para o brasileiro. Não é à toa que há mais de 20 anos é o carro mais vendido do Brasil. A verdade é dura, mas a rejeição ao Gol se deve simplesmente pelo seu grande número de vendas.

Fiat Uno Mille – O Uno Mille é um clássico. Um carro que revolucionou o mercado automobilístico brasileiro. Fez sucesso durante anos. É provavelmente o melhor carro produzido pela Fiat. Baixa desvalorização, econômico, fácil de dirigir, peças baratas e manutenção fácil. A Fiat tinha sua galinha dos ovos dourados, mas acabou errando a mão no passar dos anos. O Uno ficou desatualizado (continuou o mesmo por mais de 20 anos) e viu seus concorrentes superá-lo em pouco tempo. Por esse motivo e por ser um dos carros mais baratos, o Uno Mille é um dos carros mais rejeitados do Brasil.

Renault Clio - Este é um caso estranho. É incrivelmente rejeitado. Dois tipos de pessoas compram o Clio. As mulheres jovens que acabaram de tirar a carteira de motorista e os estudantes da USP. Ao lado dos seus concorrentes diretos, o Clio não faz feio e pelo contrário, o acabamento, preço e confiabilidade são os pontos fortes do Clio. Talvez a manutenção, consumo e design ultrapassados estejam contribuindo para que esse carro seja tão rejeitado.


Fiat Siena – O Siena só não é rejeitado pelos taxistas de Belo Horizonte. Talvez essa seja a cidade com maior número de taxistas que possuem Siena. Mas ao contrário do que muitos pensam, o Siena é um carro tão sem sal, que nem os taxistas belorizontinos morrem de paixão por ele. Numa rápida pesquisa entrevistei proprietários de Fiat Siena. Nenhum deles afirmou que o motivo da escolha e compra teria sido porque considerava o carro bom ou melhor que os concorrentes. Quase todos responderam que foi “porque ele era o mais barato.” Talvez por ser o mais barato, seja tão rejeitado.

Fiat Uno (Novo) – “Ele é lindo”. “Ele é horroroso”. “Moderno e atraente”. “Carro de mulher”. “Amo meu novo Uno”. “Ridículo”. Elogiado e detonado, o novo Uno é sempre motivo de discussão. Quem tem, ama. Mas a verdade é que o índice de rejeição do novo Uno é altíssimo. Principalmente entre os taxistas e motoristas particulares. Puro preconceito contra quem compra. Geralmente pessoas de baixa renda, estudantes e mulheres que buscam o primeiro carro. Mas o seu principal comprador ainda são as locadoras de veículos.



O consumidor brasileiro é assim, quando um carro é lançado, o índice de rejeição é baixíssimo. Quando esse carro alcança um número considerável de vendas, ele passa a ser odiado. Quanto menos vendido for um modelo, menos rejeitado ele será. Principalmente se ele for caro. O brasileiro, de um modo geral, não gosta de ser igual nem pior que o seu vizinho. Ele precisa ser diferente e exclusivo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AS VANTAGENS DE COMPRAR UM VW GOL

Muito tem se falado dos carros "nacionais". Uns metem o pau, outros elogiam e alguns até os veneram cegamente torcendo como se fossem times de futebol. A verdade é que existem vantagens e desvantagens nesses carros.

Num mercado tão peculiar como o nosso e cada vez mais exigente, fica difícil saber quais as verdadeiras vantagens de se comprar um automóvel "nacional". Vejamos então quais são as vantagens de se comprar um Gol, o carro mais vendido do Brasil, que hoje enfrenta uma queda brusca nas vendas por motivos óbvios.

CINCO CARROS 1.4 MAIS POTENTES

Sem delongas, vamos aos carros 1.4 "nacionais" mais potentes do mercado. Economia, conforto, espaço interno, nada disso vale aqui. O que vale é subir o morro tranquilo, com as bagagens e a família toda no carro. Será que isso é possível? Vamos à lista:


5 - Peugeot 207 1.4 16v
O 207 conseguiu uma façanha que parecia ser impossível. Ser menos potente que os motores Fiats. De imediato, os números não parecem surtir efeito. Mas é quando se anda no francesinho, que o desespero de pegar um morro vira rotina. O Citroen C3 tem o mesmo motor do 207.
Potência máxima (cv): 80,0 (G) / 82,0 (E) a 5.250 rpm
Torque máximo (kgf.m): 12,85 (G) / 12,85 (E) a 3.250 rpm

Ford vai utilizar o Microsoft HoloLens para projetar carros

Criticado por uns e amado por outros, o Microsoft HoloLens vem ganhando força no setor industrial. A prova disso é que a Ford se uniu à Microsoft para projetar seus carros em realidade aumentada.