Pular para o conteúdo principal

DENÚNCIA: JUSTIÇA DETERMINA RECALL DE 400 MIL VEÍCULOS DA VOLKSWAGEN




Em nota oficial, a Volkswagen do Brasil esclarece:
Não foi notificada oficialmente da decisão judicial. A empresa, em 2009, constatou o inconveniente, que não representava nenhum risco à integridade física e a segurança do consumidor.

A Volkswagen pró-ativamente comunicou e detalhou o fato às autoridades como o DPDC [defesa do consumidor], o Procon e os Ministérios Públicos de diversos Estados do Brasil à época, que entenderam o tema e aceitaram a proposta feita pela Volkswagen que para a solução do caso fosse realizada uma campanha de oficina ativa em todas as autorizadas da marca, para verificação e a troca de óleo do motor sem custo para os clientes. Adicionalmente, foi dada uma extensão de garantia aos motores envolvidos na campanha de oficina ativa.

A exceção foi o Ministério Público do Rio Grande do Sul. Desde então, a Volkswagen fez diversas apresentações técnicas à entidade daquele Estado no sentido de dar todos os esclarecimentos necessários. Surpreendeu-nos portanto a manifestação da Justiça riograndense, da qual tomamos conhecimento pelos jornais, primeiro por não termos sido notificados, e segundo, pelo assunto não envolver questão ligada a segurança, conforme amplamente divulgado à época.

Comentários