Pular para o conteúdo principal

MERCADO DE USADOS VOLTA A ENTRAR EM RECESSÃO

O mercado de carros usados viveu em plena montanha-russa durante todo o ano de 2012 e fechou o ano no vermelho. Bem, com relação ao mercado de carros novos o cenário não foi muito diferente, mas com os incentivos do governo, fechou o ano em alta. Agora, o setor de usados entrou em queda livre. O principal motivo é a redução da concessão de crédito, que caiu cerca de 10%. Como se viu, graças à queda dos juros, as pessoas financiaram mais – boa parte por impulso, sem base financeira – com isso o número de inadimplentes subiu e consequentemente os bancos ficaram mais exigentes. Exigência que atingiu principalmente o mercado de carros usados. Isso porque, na concepção dos bancos, quem compra carro usado está mais sujeito a ficar inadimplente do que quem compra um zero km.

De fato, os números podem confirmar isso, mas em longo prazo essa reação pode causar um estrago nas revendas de todo o país. Isso porque, até há pouco tempo, a grande dificuldade de quem comprava um zero km e entrava com o usado na negociação, era a avaliação. Agora, o futuro comprador pode até não conseguir incluir o usado, que vai acabar ficando encalhado. Quais as consequências disso? Bem, se olharmos por essa perspectiva, em breve o setor de carros zero km voltará a entrar em recessão. Se os proprietários que querem trocar o seu usado por um carro novo não conseguem negociar na base da troca, e se só conseguem vender por um preço muito abaixo do mercado atual, quem mais sofrerá com isso serão os donos de revendas. Eles sim, para conseguirem pagar as contas, serão obrigados a fazer manobras como subvalorizar um veículo usado e “pegar” apenas os modelos que vendem mais. O mercado, que a princípio parecia ter mudado, voltaria à estaca zero, com alguns modelos da Fiat, Ford, Renault, Peugeot etc. encalhados e extremamente desvalorizados. E só modelos como Gol, Uno, Celta - os famosos bons de comércio - sendo aceitos numa negociação.

Não há como prever o que realmente vai acontecer daqui para frente. O governo pode, de uma hora para outra, interferir e reverter esse cenário, ou atrapalhar ainda mais. Este é o resultado de um país, cuja politica econômica visa deixar a população refém de um crédito escravista e perverso. Financiamentos, carta de crédito, empréstimos consignados e-não-sei-mais-o-que, tudo isso é um prato cheio para se manter o povo algemado à “politicazinha” do governo. E ainda dizem, que o Brasil não é mais o país da escravidão…

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AS VANTAGENS DE COMPRAR UM VW GOL

Muito tem se falado dos carros "nacionais". Uns metem o pau, outros elogiam e alguns até os veneram cegamente torcendo como se fossem times de futebol. A verdade é que existem vantagens e desvantagens nesses carros.

Num mercado tão peculiar como o nosso e cada vez mais exigente, fica difícil saber quais as verdadeiras vantagens de se comprar um automóvel "nacional". Vejamos então quais são as vantagens de se comprar um Gol, o carro mais vendido do Brasil, que hoje enfrenta uma queda brusca nas vendas por motivos óbvios.

CINCO CARROS 1.4 MAIS POTENTES

Sem delongas, vamos aos carros 1.4 "nacionais" mais potentes do mercado. Economia, conforto, espaço interno, nada disso vale aqui. O que vale é subir o morro tranquilo, com as bagagens e a família toda no carro. Será que isso é possível? Vamos à lista:


5 - Peugeot 207 1.4 16v
O 207 conseguiu uma façanha que parecia ser impossível. Ser menos potente que os motores Fiats. De imediato, os números não parecem surtir efeito. Mas é quando se anda no francesinho, que o desespero de pegar um morro vira rotina. O Citroen C3 tem o mesmo motor do 207.
Potência máxima (cv): 80,0 (G) / 82,0 (E) a 5.250 rpm
Torque máximo (kgf.m): 12,85 (G) / 12,85 (E) a 3.250 rpm

Ford vai utilizar o Microsoft HoloLens para projetar carros

Criticado por uns e amado por outros, o Microsoft HoloLens vem ganhando força no setor industrial. A prova disso é que a Ford se uniu à Microsoft para projetar seus carros em realidade aumentada.